segunda-feira, 26 de julho de 2010

Sete notas

A comparar-te com a foto

Senti-te tão real e bela

Seis cordas

Envolvendo tua mão e tocando os astros

Meu coração perto do teu

Sete dias

Palavras intactas

Girando sem fazer mensuras

Duas horas

Estava linda

Devolvendo luz do dia

Em três desejos descumpridos

Do olhar livremente sem culpa

Do encontrar sem perder na saudade.

Do roubar sem futuras desculpas

Dois estranhos

Ou apenas a realização do que estava escrito

O silêncio não incomoda?

Você quer que eu espante as pombas?

O tempo é curto e talvez eu ame

Olhar e olhar os seus olhos.

O tempo é curto e talvez me engane

Ao olhar e olhar nos seus olhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário